Intel 2011

Data de publicação: 20/05/2011

Matheus Manupella, aluno da 3ª série do Ensino Médio, ganha prêmio na maior feira de Ciências – Intel 2011

Com um projeto que propõe a utilização de jogos de vídeo como método de concentração e autocontrole para adolescentes portadores de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), Matheus Manupella foi agraciado com uma bolsa de estudos no valor de US$ 60.000 para a Universidade de Illinois, durante a Intel ISEF 2011, maior feira de ciências para estudantes do mundo.

Depoimento do Matheus

“É indescritível o aprendizado e a experiência que podemos obter com um projeto científico. Comecei meu projeto na escola, encarando-o apenas como mais uma tarefa escolar. Foram muitas pesquisas, conversas, experiências, estudos até que eu pudesse alcançar de fato o ponto de partida desta minha busca científica: não quando determinei minha questão norteadora, ou o tema de meu projeto, muito menos quando comecei sua escrita, mas no momento em que deixou de ser uma tarefa escolar e se tornou um objetivo pessoal, o de alcançar meus objetivos científicos traçados.

A cada feira de ciências e tecnologia e a cada premiação, fosse positiva ou frustrante, só me fez crescer e descobrir uma nova maneira de apaixonar-me: pela ciência. Problemas não faltaram: frustrações atrás de frustrações, erros seguidos de mais erros; não foi nada fácil conciliar a produção de um projeto científico com sua aprendizagem (seus critérios, sua rigorosidade). Muito mais do que fazê-lo, foi necessário refazê-lo, corrigi-lo, aperfeiçoá-lo. Leituras em ônibus, trabalho no almoço, a paixão cada vez mais me consumia.

Uma paixão difícil de visualizar, os poucos que a conhecem perdem-se em seu encantamento. É triste que muitos encarem a ciência de forma pejorativa. Logo, devemos lutar para mostrar esse seu lado fascinante. Sou muito grato a todos que me ajudaram: professores, voluntários, minha orientadora, minha escola, até meus amigos e parentes, pois nessa maré de emoções, só o incentivo já é combustível em excesso. Não é fácil o trabalho de conciliar escola com vida pessoal e projeto científico, e é aí que repousa sua beleza: obriga-o a ser responsável, independente, apaixonado, e acima de tudo, autônomo. A autonomia que obtive me engrandece como nada antes o fez.

É um trabalho duro, mas com muitas recompensas. É um orgulho poder participar da Intel ISEF, que incentiva jovens cientistas e lhes fornece a chave de entrada num mundo inimaginável: uma semana em Los Angeles, na qual além de apresentar meu projeto e discuti-lo com jurados e o público, tive a oportunidade de conhecer e conversar com alguns símbolos da ciência vencedores do prêmio Nobel. Mas não pensem que ciência é desvinculada de prazer, diversão e vida social: a Intel organizou festas e cerimônias indescritíveis, e ressalto aqui uma noite grátis no parque Universal Studios, sem filas e com direito a muita comida.

Antes da ISEF, a pergunta era: será este o final de uma maravilhosa jornada ou apenas o começo de uma longa e promissora carreira científica? Com uma oportunidade pela qual serei sempre extremamente grato, poderei prosseguir com minhas contribuições científicas na universidade de Chicago, Illinois Institute of Technologies, que me ofereceu uma bolsa de 60 mil dólares e a oportunidade de encontrar meu rumo, mudar minha mente e fazer da ciência um diferencial no meu crescimento pessoal, cultural e educacional.”

Eternamente grato por todas as oportunidades,

Matheus Manuppella

Videos | Assista os vídeos relacionados


Imagens | Veja as imagens relacionadas

Arquivos | Download de arquivos

Artigos | Veja os conteúdos relacionados

Colégio Renascença

Rua São Vicente de Paulo, 659
Santa Cecília - São Paulo, SP

Atendimento

Segunda a Sexta das 8h às 17h

(11) 3824 0788

© 2017 - Colégio Renascença | Todos os direitos reservados.